quinta-feira, 26 de setembro de 2013

A quem fica

Vi o desgosto, a dor, o vazio escrito e dito pelo rosto.
Agarrou a minha mão, na tentativa de lhe tirar toda aquela angústia.
Os olhos marejaram-se de lágrimas, os meus e os dela.
Senti o meu coração a sair pela boca.
A morte não dói a quem vai, dói a quem fica.



 

3 comentários:

  1. a ultima frase é cheia de verdade. força!

    ResponderEliminar
  2. r: Fixe, pode ser que nos encomtremos por lá então ;)
    Obrigado pelo apoio.

    ResponderEliminar