sábado, 13 de julho de 2013

Paraíso

"Amo-te"- disse ele embrulhado nos meus cabelos, enquanto os seus dedos percorriam os meus lábios.
Não consegui responder ao que ele disse, estava demasiado extasiada, coloquei a minha mão sobre o seu peito quente  procurando o coração. Achei-o. Decidi deitar-me sobre o seu corpo, coloquei o ouvido no coração e ouvi-o bater. Tum-tum. Ele falava, eu concentrei-me apenas no coração.
Medo que seja uma ilusão, gritou a minha alma.
Beijou-me na testa, disse "quero-te muito "ao ouvido, agarrou o meu rosto como se eu fosse a coisa mais linda e preciosa no mundo. Olhou-me. Olhei-o.
Depois foi um mar de descobertas, percorremos os traços dos nossos corpos.
Perdemo-nos nas curvas dos nossos corpos...

3 comentários:

  1. momento lindo e ternurento........ aproveita bem essa dadiva de amor. bj

    ResponderEliminar
  2. Escreves muito bem! Está um texto incrível (:

    ResponderEliminar